quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

RAUL MALDONADO - FEIRA DE ANTIGUDADES - MuBE





RAUL MALDONADO
reginadarse@hotmail.com
Entrevistado em 19/04/2009

Eu perguntei ao Senhor Maldonado há quantos anos trabalha com antiguidades.
Queria de alguma forma conversar com ele sobre o assunto, é minha função, acertei com a coordenadora Marleni e em nome da Artponto e da Feira de Antiguidades - MuBE, deveria entrevistá-lo.
Pensei logo que se conseguisse obter dele algumas lições de vida, os leitores valorizariam mais a entrevista. Não foi nada difícil, pois antiquário tem muitas experiências, que não podemos deixar de salientar.
Boliviano e radicado no Brasil desde 1967, é dentista de formação, mas não consegue se ver longe das artes. Há oito ou dez anos, se tornou um antiquário, mas desde criança já convive com o assunto seus, pais já eram profissionais do ramo, desde então considera um robe, já que sua profissão, também, é ser dentista.
Veio-me a mente perguntar-lhe qual lição aprendeu com seus pais, que lhe marcou mais na vida. Foi à honestidade, afirmou de imediato e sem titubear. Em seguida disse que o antiquário não pode vender uma coisa por outra, é uma espécie de médico, o cliente terá algo de valor para sempre. O cliente também é para sempre.
A felicidade de olhar coisas maravilhosas que os antepassados produziram nada tem a haver com dinheiro, mas pelo amor a arte; devemos também encaminhá-las e preservá-las.
Antiguidades: não se pode produzir ou repetir. O artista deposita toda sua vida e sensibilidade, idoneidade, cultura, experiência, o amor pelo próximo, visão de mundo, seu tempo e pensamento em sua obra. Faz a peça de acordo com seu tempo, que não voltará jamais, a não ser na imaginação do espectador de seu trabalho, ou nos estudos do historiador.
O critico experiente descobre tudo isso ao analisar uma obra verdadeira, tudo que o artista determinou está lá.
As frases do Senhor Maldonado são sempre seguras e precisas, é fácil notar sua sabedoria ele responde rápido e muito bem.
Especializado em restauração de pintura, cursou na Europa, Londres, Paris e principalmente na Espanha em Santiago de Compostela, lá aprendeu quase tudo sobre o assunto.
Trabalha com esculturas em madeira, prataria, e quadros coloniais.
Os quadros coloniais ele salienta, normalmente com temas religiosos, são muito encontrados no Brasil, pois na década de setenta era comum trazê-los para o Brasil, agora Senhor Maldonado resgata esses quadros quando necessário os restaura e os devolve para seu país, de onde jamais sairão novamente. Hoje são considerados Patrimônio Nacional.
Nós, da Feira de Antiguidades do MuBE, temos muita honra em sermos companheiros de um profissional honesto e da estatura do Senhor Maldonado. Não é mesmo Marleni?

 

Líbano Montesanti Calil Atallah

 ___________________________________________________

VISITE NOSSA GALERIA DE GRAVURAS
SIGA O LINK ABAIXO



TV ARTPONTO


FEIRA DE ANTIGUIDADES - MuBE